Aboios e Repentes
Aqüicultura
Aves
Cães
Causos Na Beira do Fogo
Cavalo e Cia
Ciência no Campo
Debate Rural
Dog Foto Blog
Dúvidas? O especialista ajuda
Empregos no Campo
Exposições e Leilões
Feira Livre
Galeria de Fotos Rurais
Meio Ambiente
NE Vinhos
Notícias do Campo
Receitas do Campo
Suínos
Turismo Rural
img teste Agricultura
boi Bovinos e Bubalinos
img teste Casa de Fazenda
- Equinos
- Fruticultura
Carpinos 2 Ovinos e Caprinos
segunda-feira, 10 de junho de 2013
O capim ideal para solos de baixa produtividade

O capim Tupi, nova variedade de Brachiaria humidícola que a Embrapa coloca à disposição dos produtores é uma alternativa para as áreas úmidas sujeitas a alagamentos temporários e para os solos pobres. Com crescimento rápido, o capim Tupi é mais produtivo na seca que a humidícola comum.

A nova cultivar faz parte de uma coleção trazida da África em estudos na Embrapa há mais de 20 anos. A planta, registrada com o nome de BRS Tupi, é resultado de uma seleção de plantas coletadas em Burundi, no leste da África, pelo Centro Internacional de Agricultura Tropical (CIAT), da Colômbia.

Ao lançar uma cultivar, a Embrapa se preocupa em colocar no mercado exemplares mais bem adaptados, além de abrir a possibilidade de o produtor diversificar suas áreas de pastagens, já que a monocultura não é recomendada. A BRS Tupi passou por testes em áreas de Cerrado, Mata Atlântica e na região Norte, e se destacou por seu vigor e capacidade de produção, persistência de pastejo, capacidade de suporte e desempenho animal. Entre outras plantas avaliadas, a Tupi também se mostrou mais vigorosa, produtiva, palatável, rápida no seu estabelecimento, resistente a pragas e permitir ganhos de peso animal superior às demais plantas.

Segundo os pesquisadores, a nova cultivar é uma alternativa de uso para áreas sujeitas a alagamentos temporários e como há poucos materiais disponíveis para solos rasos e com problemas de drenagem, acredita-se que esta será bem recebida pelos produtores, principalmente, àqueles com propriedades nas regiões Centro-Oeste, Norte e Sudeste. A cultivar BRS Tupi deve ser semeada no período de chuvas,  com quatro a cinco quilos de sementes puras viáveis na profundidade de três a cinco centímetros.

da redação do Nordeste Rural
Voltar Imprimir
LEIA MAIS:
19.09.2014 05h30>
Transporte de peixes ornamentais fica mais fácil

 
-->



Fale Conosco
 
Expediente

Anuncie

© 2003 TV Globo LTDA. Todos os direitos reservados.